2012

Já entrei no meu inferno astral de 2012 (yé, mysthico) e ainda não tinha postado nada aqui esse ano. Começo com uma boa nova…

Urutu gravando.

A melhor notícia que tenho até agora é que o Urutu está produzindo seu primeiro EP. Ainda estamos discutindo em que formato isso vai sair, mas gravamos 6 músicas na Fábrica de Sonhos, com o Pedro Silva. Agora estamos no processo de mixagem e em breve sai alguma prévia pra moçada ouvir.

 

Pra quem ainda não sabe, Urutu é a minha banda nova. Eu, novamente, estrago a bateria. No vocal e na performance quem comanda é o Thiago (DER), na guitarra o riffmaster Felipe Nizuma (Brain Death) e no baixo o maestro Edu (PxLxSx). O som é algum tipo de metal punk que eu não sei definir muito bem. Não vou falar mais que isso, aguardem mais detalhes nas próximas semanas!

—–

Resenha do Naifa.
A segunda novidade é essa resenha do LP do Naifa que saiu no Monkey Buzz.  O texto é maior que isso, mas a resenha em si está aqui: “O disco com oito faixas, de produção totalmente independente, é um deleite para quem gosta de ótimos riffs de guitarra, acompanhados por uma bateria que é uma locomativa. A primeira faixa é A Chama, que abre o disco com um ar meio sombrio e microfonias acompanhados por um pesado riff de baixo que se estende por toda a musica. A faixa que vem logo em seguida é Não Sou Seu Amigo, que conta com um ótimo trabalho da guitarra acompanhada pelo vocal e uma letra muito bem trabalhada com apenas uma frase: “eu não sou seu amigo, só trabalho aqui”. A terceira faixa é quase um desabafo: Pau No Cú trata de pessoas indesejadas no meio punk/hardcore. Depois de mais quatro faixas vem a Muros, que fecha o disco muito bem sincada e com uma letra que trata do cotidiano, da realidade dos muros na sociedade contemporânea.

Assim, termina um disco que trata de assuntos polêmicos na sociedade atual, mostrando que o punk nao está morto, mas sim muito bem ensaiado e produzido.”

A bateria é uma locomotiva, essa foi boa. hehehe. Valeu Renan!

 

Valeu 2011, entre trancos e barrancos, não foi tão ruim.

Último post do ano, não poderia começar melhor do que com a notícia de que o Naifa apareceu no programa de melhores de 2011 no Sonic Overload. Não deixem de conferir, tem muita coisa boa na lista!

Agradeço demais a todos que compraram o LP do Naifa, vocês são tão importantes para nós quanto qualquer um que colaborou na produção do disco. Quem não comprou, ainda tem tempo escrevendo pro email fcdiscos@gmail.com ou em um dos distribuidores listados abaixo:

1 – Três lojas na Galeria Nova Barão: Rua Barão de Itapetininga, número 37, rua alta, São Paulo – SP: The Records, Tuca Discos e Extreme Noise.

2- Läja Räkords, no Espírito Santo.

3- Daniel Villaverde, em Porto Alegre.

4- Caustic Records, em Santos.

5- Feral Ward, Portland – USA.

6- Havoc Records, Minneapolis – USA.

7- Thrashbastard – thrashxbastard@yahoo.de, Berlin – GER.

8- Se esqueci alguém, por favor me avisem!

Entre trancos e barrancos, até que foi um ano bom. Que venha 2012, mas sem essa de reclamar, pedir pra 2011 acabar logo ou pagar de cético-eu-não-ligo-para-datas-continua-tudo-igual. Eu tenho 30 anos, tou mais envolvido com punk rock que nunca, voltei a andar de skate e ainda tenho 5 dias pra isso. Portanto, segura aí 2011 que ainda tenho o que aproveitar. Feliz ano novo pra todo mundo!

Editando o post de última hora: O Al Quint, o mesmo do Sonic Overload, fez essa resenha no Suburban Voice em Novembro. Eu vi aquele post, mas não percebi a resenha lá. Uma pena, porque ficou muito boa!

NAIFA-s/t (Faca Cega Discos, LP)
I’m fighting through a bit of writer’s block today and having trouble coming with any sort of clever prose in reviewing this album but I’ll press on because it’s a winner. Naifa are a Brazilian band playing tuneful punk inspired by (though not entirely) classic 80s-era west coast fodder.  Plenty of drive and chops from all three musicians, with the guitarist, Arthur, handling the vocals as well. They complement each other perfectly. It’s tough to miss the burn and hooks on songs like “Nada,” with the jabbing, angular guitar underpinned by a bass line that pushes the melody along and that’s also the case for “Pau No Cu and “Colisao.” All of this is reinforced with impassioned vocals and it adds up to a strong, power-packed collection. As Arthur yells at the end of side one, all right! (facacegadiscos.wordpress.com)

Vitamin X, disco completo do Naifa e Matinê Hardcore!

O disco do Naifa está inteiro para download e streaming aqui: http://naifa.bandcamp.com, já ouviu?

—-

Postei hoje uma entrevista com o Vitamin X que saiu no Faca Cega #3, em 2003. Na mesma edição em que saiu a do Highscore. Leia, comente, divulgue!

—-

Sexta é o dia de mais uma ótima edição da Matinê Hardcore. Cola lá, é facílimo de chegar e vai ser um evento de muita qualidade musical e de organização. Não fica em casa vacilão!

Show de lançamento do LP do Naifa, do CD do Inimigo e da vocalista do Futuro.

Poster pros primeiros 100!

Eu não sou seu amigo, eu só trabalho aqui!

Eu não sou seu amigo, eu só trabalho aqui!

Nesse fim de semana ficou pronto o poster silkado dos primeiros 100 discos do Naifa. Mais da metade já foi, quem não pegou é melhor se garantir até sexta porque eu acho que no show já acaba.  Compras: fcdiscos@gmail.com

Créditos: A arte foi feita pelo Bá, o silk pelo Alemão e o desperdício de dinheiro por mim!

Nota: Se você comprou o disco antes de o poster ficar pronto, você tem direito a um. Me escreva pra combinar de pegar em algum lugar. Pra quem é de fora de São Paulo eu vou cobrar só o correio do poster, R$5,00.

 

—–

Pra quem não está acompanhando eu já comecei o lado B do disco no bandcamp com a minha música preferida. Vai lá ouvir, baixar, mostra pros seus amigos, é de graça a desgraça! http://naifa.bandcamp.com

Entrevista com o Highscore!

Hoje postei uma entrevista com o Highscore, da Alemanha que passou pelo Brasil junto com Vitamin X no começo de 2003 (ou fim de 2002?). O Jobst respondeu e eu acho uma das melhores entrevistas que publiquei na época.

O curioso é que esse ano fui pra Berlim e assisti um show do OFF! com o Fucked Up e uma banda surpresa. O OFF! foi sensacional, o Fucked Up não me agrada mas fez um bom show e a banda surpresa era a banda nova Jobst que tem uma pegada Poison Idea muito foda. Uma pena que só fui descobrir que ele era da banda bem depois, não pude ir falar com o cara. Video do Nothing no show que eu fui (mas não fui eu que filmei):

Café & Raiva

Meu camarada Chico que faz uns quadrinhos com alto nível de cabulosidade e garagismo punk fez umas canecas dessa aí. Ele fez toda a arte da demo do Naifa, além do logo do Faca Cega que você vê aí na coluna da direita. ESSE CARA É UMA FERA MÊO! Eu já reservei duas. Você vai ficar moscando? Escreva para: gentefeianatv@gmail.com.

http://gentefeianatv-gentefeianatv.blogspot.com/

——-

Falando em Chico, lembrei do Arma Laranja e nessa ótima chance de perder dinheiro que nós (Faca Cega + Café & Raiva) aproveitamos juntos ao lançar esse split uns 3 anos atrás. Achei essa resenha nuns arquivos velhos e lembrei que gosto dela porque paga um pau. Mas também porque é  bem melhor que a da Maximum Rock’n Roll, da qual eu esperava bem mais na época. Eu tenho a da MRR em algum lugar aqui, preciso tirar a poeira e digitar ou escanear uma hora dessas.

Arma Laranja / Besta-Fera - split 7"Revista Coquetel Molotov (Recife) –  Vinil laranja, capa linda e três músicas pra cada banda. Os paulistanos do Besta-Fera poderiam ter feito parte da SST, caso eles existissem em meados dos anos 80, já que a música deles lembra uma mistura de três bandas da legendária gravadora: Minutemen, Black Flag e Meat Puppets. E eles ainda dividem os vocais num esquema dueto masculino e feminino! A canção “Caminhos Cinzentos” é um verdadeiro hit do atual hardcore nacional. Os curitibanos do Arma Laranja percorre um caminho parecido, com um som igualmente rápido e punk rock, sendo que o vocal predominante é feminino, gritado daquele jeito característico, mas de certa forma melódico. Entre as influências a banda cita Hüsker Dü, Saints, Germs, Mercenárias, Wipers, ou seja, bom gosto a banda tem de sobra e isso transparece no som, que é ótimo. Se você for adquirir somente um compacto dessa página, escolha esse.

Contagem regressiva para o show dos lançamentos!

Para esquentar pro grande dia 02/12/2011, vou postar no bandcamp do Naifa uma música do disco por dia começando hoje. Se você não costuma comprar disco ou não comprou o seu ainda, vai ouvindo e muda de idéia, porque o disco tá lindo e barato. São só 300 cópias e as 100 primeiras vêm com um poster animal, elaborado pelo Flávio Bá e silkado pelo Alemão. Mais da metade dos posters já foram, vai ficar vacilando? Tem que comprar! http://naifa.bandcamp.com/